Amor ou circunstância?

“E quem tiver a coragem de ser tão sem juízo
como quando era jovem
é bem capaz de nunca mais
abrir a boca para dizer que tem saudades
da juventude.”

– Danuza Leão –

Essa interrogação ganhou um espaço gigante em mim nos últimos tempos. Afinal, tenho me perguntado: quem nunca tentou “dar uma chance” para algo ou alguém que não estava nos planos iniciais? No frigir dos ovos, a maioria das situações pseudoamorosas [se não todas] são uma questão de circunstância. É ou não é?

Pense comigo: aquela mulher, no auge dos vinte anos, acreditando que ganharia o mundo e seria muito mais bem-sucedida profissionalmente que seus pais, possivelmente esnobou metade dos pretendentes que lhe fizeram a corte, fosse por lhes faltar beleza, dinheiro ou ambições que combinassem com seus ideais, ou simplesmente por ela não acreditar que estivessem “a sua altura”. Talvez estivesse vivendo um momento Cazuza e “esperando alguém que coubesse nos seus sonhos.” Tudo muito bonito. Daí, a mesma moça vê o tempo passar… caminha agora rapidamente para as quarenta primaveras, sua carreira não deslanchou [e ela percebe que dificilmente deslanchará], as várias tentativas de romance terminaram frustradas, por um motivo ou outro, os pretendentes rarearam e, de repente, ela conhece aquela pessoa, solícita, bem-educada, com menos dinheiro e mais idade do que ela gostaria, mas capaz de fazê-la sentir que é apreciada como companheira por um tempo maior que duas ou três transas. Então, nossa amiga resolve dar uma chance ao pretendente. Foi amor ou pura circunstância?

Vamos combinar, dependendo do contexto, a gente muda de time, de religião, de postura e pode até surpreender a si mesmo, quebrando códigos pessoais de ética moral. Quem nunca cobiçou algo ou alguém em condições menos favoráveis [leia-se aí politicamente incorreto]? Quantos de nós podem se dar ao luxo de garantir que, se acontecesse em tempos de vacas magras [falta de grana], topar com uma carteira recheada e sem identificação, não ficaria com o dinheiro em vez de entregá-lo na delegacia mais próxima, para uso da polícia? E aquele partner fidelíssimo que sustenta há tempos um relacionamento meio morno, ligeiramente entediante, se for pego de surpresa pela atenção redobrada de uma mulher bonita, engraçada e inteligente, até onde se manterá invicto na tal fidelidade? E, se conseguir resistir à tentação, quantas vezes não sonhará com a possibilidade…? E, se não resistir, será que foi falta de amor, ou apenas a tentação, que chegou bem na hora em que o calcanhar de aquiles estava descoberto? Circunstâncias…

Parece um fato simples e preciso: amor, desamor e moral são elásticos e mutáveis, de acordo com as circunstâncias de cada um. Sempre haverá “um lado” pelo qual vamos olhar uma situação, a princípio muito digna de recriminação, e perceberemos que, “dadas as circunstâncias…”, há um atenuante. Fazemos isso o tempo inteiro e vamos tecendo a realidade, com suas pinceladas de ilusão.

Nesta época que vivemos, de intolerância de todos os níveis, raças, cores e credos, vamos cedendo às circunstâncias… esses ares que mudam de direção a seu bel prazer.

Até para ser vítima ou algoz, é apenas uma questão de circunstância, muitas vezes maior, muito maior do que mera escolha.

E você, ainda é movido pela sua paixão, ou anda apenas de acordo com o que as circunstâncias permitem?

Anúncios

5 comentários sobre “Amor ou circunstância?

  1. O problema da descrição da moça é que aos 20 a gente é meio sem maiores referências e a noção de sucesso e fracasso, algo muito volátil. A isso vc acrescentou uma via bem meio termo pra ela, fica difícil manter os sonhos por 20 anos se nada dá muito certo, hum? O que acredito é que você cria as circunstâncias, fabrica as oportunidade, encontra pessoas e situações que vão confirmar a fé que se tem nas coisas. Vale para o amor, de acordo com a vista do meu ponto.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s