Mutações

A alegria na tristeza - Martha Medeiros

Trago por dentro essa mania obsessiva de ficar tricotando dores.
Faço das vivências dolorosas, minha linha
e de pessoas envolvidas, agulhas.
Vou tecendo tapetes de amargura
nos quais, desejo pisar em cima.
Colchas de retalhos que espero doar aos ventos para que levem pra longe.
Quando já não puder me lembrar de algumas coisas, desejo que esses tapetes sejam os primeiros esquecimentos.
Que a vida-terra, transmute toda tristeza e dor em flor e beleza ao longo do caminho.
Porque mudar rumos internos, é preciso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s